RS: Alvorada forma comitê contra a reforma da Previdência e trabalhista

848

Alvorada é uma cidade da região metropolitana de Porto Alegre (RS). Atendendo inicialmente ao chamado da CSP-Conlutas e depois das demais centrais sindicais, iniciamos a constituição do comitê com a participação de municipários (SIMA), educadores estaduais (22º CPERS), Sindicato dos Metalúrgicos, CSP-Conlutas, CUT, Unidade Classista, União das Associações de Moradores (UAMA), Movimento Mulheres em Luta, PSTU, PSOL, PCB PCdoB, PT, além de representantes do PDT e DEM (que votou a favor dos municipários, enquanto que PT votou contra os servidores, pela retirada de direitos).

No dia 31 de março, desde cedo, fizemos uma manifestação na praça central com participação majoritária de municipários (as) e educadores (as) estaduais. No final da tarde, teve início uma caminhada pela principal avenida da cidade, com grande apoio dos moradores e motoristas, que buzinam acompanhando o ritmo das palavras de ordem. Mesmo atrapalhando o trânsito, pois fechou uma pista, um manifestante contou que “22 motoristas apoiaram, e que apenas 1 criticou, daí parou de contar, porque 22 a 1 já estava ótimo“. Na caminhada, denunciamos as reformas de Temer, exigimos o fim do pagamento da dívida pública e a necessidade da construção da Greve Geral no dia 28 de abril, única forma de derrotar os ataques.

Pretendemos criar comitês nos locais de trabalho, escolas, bairros e ocupações, além de estimular a criação de comitês nas cidades vizinhas, como Gravataí, Viamão e Cachoeirinha, aproveitando que o 22º núcleo do CPERS atua nestas cidades.

Achamos que a unidade na luta é importante neste momento, pois os ataques à Previdência e direitos trabalhistas são gigantescos, por outro lado, a classe trabalhadora demonstra muita disposição em fazer uma grande Greve Geral e que abrirá a possibilidade de derrotar Temer e colocar todos para fora!