PSTU vai à TV dizer: Basta de PT, PMDB e PSDB

63

Programa vai ao ar às 20h na rádio e às 20h30 na TV

Na próxima quinta-feira, dia 15 de outubro, vai ao ar em rede nacional de rádio e televisão o programa partidário do PSTU. Num momento em que os trabalhadores e a grande maioria da população são penalizados por essa grave crise econômica, enfrentando a inflação e o desemprego, o partido vai exigir: Basta de PT, PMDB e PSDB.

Com “mascarados” representando a presidente Dilma, o vice Michel Temer, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o líder do PSDB, o senador Aécio Neves, o PSTU vai denunciar que “eles brigam entre eles, mas estão unidos na hora de prejudicar os trabalhadores”, uma referência ao duro ajuste fiscal que atinge áreas sociais e medidas como as restrições ao Seguro Desemprego e ao PIS, que afeta os trabalhadores mais pobres.

O programa vai mostrar que o PT, PMDB e PSDB querem que os trabalhadores paguem os efeitos dessa crise. E isso vem através das demissões, redução dos salários, cortes de direitos e serviços públicos. Para os setores oprimidos, como os negros, mulheres e LGBTs, isso se traduz numa ofensiva reacionária aos seus direitos.

O PSTU vai defender uma saída da classe trabalhadora para essa crise. “Não podemos mais aceitar que o governo Dilma do PT e toda essa corja do PSDB e PMDB continuem a tirar nossos direitos para encher os bolsos dos banqueiros e dos patrões“, afirma no programa o Presidente Nacional do PSTU, Zé Maria. “Precisamos tomar as ruas para colocar um fim ao governo do PT, mas não para entrar Temer, Aécio ou Cunha. Os trabalhadores tem que colocar para fora também todos eles e esse Congresso corrupto que aí está”, defende.

O programa partidário do PSTU vai ao ar no próximo dia 15, quinta-feira, às 20h na rádio e 20h30 na televisão. Ajude a divulgar, compartilhe com amigos e familiares!