Porto Alegre reúne milhares nas ruas para derrubar Marchezan e seu projeto de desmonte do serviço público

418
FOTO: Aline Costa

Movimentos sociais, trabalhadores, centrais sindicais e juventude foram às ruas contra os ataques do prefeito Marchezan Júnior (PSDB), em Porto Alegre, nessa quinta-feira (31/08). Mais de duas mil pessoas se concentraram na Praça Montevidéu, onde fica o Paço Municipal, e saíram em marcha pela Borges de Medeiros até o Largo Zumbi dos Palmares.

A indignação é geral contra as medidas do executivo que retira direitos dos trabalhadores e Trabalhadoras do município e atinge brutalmente a população que utiliza os serviços públicos na cidade. No pacote de maldades consta, além do parcelamento do salário dos municipários, a tentativa do prefeito de acabar com a meia passagem estudantil e com o fim da segunda passagem gratuita no transporte público, que ontem foi revertida por decisão judicial.

Marchezan também pretende privatizar o Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) e a Companhia Carris – Empresa de transporte público do município.

Durante a caminhada, muitos manifestantes aos gritos de “AGORA É GREVE!” exigiam do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) a realização de uma greve por tempo indeterminado para derrotar os ataques do prefeito.

Dia 5 de setembro uma nova assembleia vai definir os rumos da luta dos trabalhadores e trabalhadoras do município. Vamos parar tudo e mostrar toda a nossa força!

Fora Marchezan, Sartori, Temer, suas reformas e seus projetos neoliberais! Fora Todos os corruptos!

PSTU esteve presente no ato. FOTO: Aline Costa