PA: Em mais um ataque à educação, governo anuncia corte de ponto e desconto dos dias

44
Abel: desrespeito de Jatene à educação

Greve da educação no Pará já ultrapassa os 50 dias

Em mais uma tentativa de derrotar a forte greve protagonizada pelos professores do estado, governo Jatene (PSDB) realizou mais um duro golpe contra a categoria. Jatene decidiu, que a partir desse dia 11 de novembro, irá cortar o ponto dos professores, descontar os dias parados, contratar temporários para preencher a vaga dos grevistas e retomar o ano letivo. Essa ofensiva configura-se como mais um desrespeito a uma greve legítima e reafirma o descompromisso deste governo com a educação pública do estado.
 
Os professores, por outro lado, afirmam que não se curvarão e continuarão na luta por um ensino de qualidade. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (SINTEPP) já entrou com ação no Tribunal de Justiça do Estado e no Supremo Tribunal Federal para tentar frear esse ataque. Para o professor Abel Ribeiro, coordenador estadual da CSP-Conlutas e militante do PSTU, a ação do governo, além de irresponsável, é inconstitucional, visto que a greve ainda é considerada legal pela justiça. “O que o governo faz, desde o início da greve é, na verdade, promover uma verdadeira quebra de braço com os trabalhadores, tentando jogar a responsabilidade do caos na educação em cima daqueles que enfrentam todos os dias a triste realidade das escolas. Mas nós sabemos da justeza de nossa luta e não vamos desistir”, afirma.
 
Na tentativa de dialogar com pais, estudantes e professores que tentassem retornar as aulas durante o dia de hoje, o comando de greve circulou por várias escolas do estado. As escolas, no entanto, estavam, em sua maioria, esvaziadas. “Isso é sinal de que os professores entendem de que lado devem estar. Entendem que a proposta de jornada do governo não atende nossas reivindicações e que não há saída possível, a não ser a manutenção e o fortalecimento de nosso movimento”, disse Abel.
 
A categoria continua a ocupação da Assembleia Legislativa do Estado, iniciada há oito dias e prepara uma forte assembleia nesse dia 12, a partir das 15h, em frente à ALEPA. “Vamos, mais uma vez, conversar com nossa base e trilhar os melhores caminhos para derrotar o governo do PSDB de Jatene que nada faz para melhorar a educação do estado”.