Opinião: Lutar contra mais um ataque à educação

97

Se aprovado, Projeto Escola sem Partido vai instaurar ditadura nas escolas

A educação nunca é neutra. Mesmo quando não percebem, professores e estudantes sempre trazem seus pontos de vista, experiências de vida e opiniões para dentro da sala de aula. Isso não deveria ser um problema.
 
A liberdade de expressão não é só uma frase bonita. É condição para formar pessoas que conheçam seus direitos e possam lutar por uma sociedade diferente. É verdade que escolas e universidades não são os únicos lugares para isso.
 
Contudo, poderiam cumprir um papel muito superior nesse sentido. Se não o fazem, é porque, muitas vezes, falta estrutura e uma série de condições mínimas. Dos muitos problemas reais que existem, o Projeto Escola Sem Partido não se propõe a resolver nenhum. Apenas piora a situação criminalizando o professor.
 
Sob a máscara do apartidarismo, escondem-se os interesses dos mesmos grupos de sempre, os planos de continuar mandando nos trabalhadores. Se prevalecesse a lógica do Escola Sem Partido, as ocupações de escolas que uniram estudantes, educadores e famílias pela melhoria da educação nunca teria sido possível. É hora de voltar às ruas contra mais um ataque à educação!

Clique aqui para votar contra o projeto



LEIA TAMBÉM:

Escolas do silêncio: Projeto Escola Sem Partido quer ditadura nas escolas
CSP-Conlutas orienta militância a votar contra