Jovem é assassinado pela PM na Bahia

42
O jovem Nadson Pereira

Nota do PSTU de Itabuna sobre a morte do adolescente Nadson pela PM

O PSTU de Itabuna vem a público manifestar seu repúdio e indignação à ação da PM que resultou na morte do adolescente de 13 anos, Nadson Almeida, no Bairro Lomanto, em Itabuna (BA), neste domingo, dia 16/02.

A PM de Jaques Wagner (PT) assassinou o jovem estudante e trabalhador covardemente. Segundo relatos dos moradores, a viatura da guarnição que fazia abordagens no bairro Lomanto teria perseguido Nadson, que estava em uma moto, e passado duas vezes por cima do corpo do menor, na Rua Jorge Amado.

O assassinato do jovem causou comoção no bairro, desatando uma revolta popular contra a violência policial. Foi a gota d’água para um cotidiano de opressão, humilhação e violência da polícia contra a população negra da periferia. Moradores dos bairros Lomanto e Odilon fizeram barricadas, incendiaram ônibus e carros e fecharam por horas a Avenida J.S. Pinheiro.

Não bastasse ser alvo da violência policial, a população pobre da periferia não tem sequer o direito de expressar sua insatisfação. A revolta que sucedeu o assassinato foi brutalmente reprimida pela Tropa de Choque da mesma Polícia Militar. Até mesmo a Polícia Rodoviária Federal e homens do exército foram usados a fim de controlar os protestos.

Esse bárbaro assassinato perpetrado pela Polícia militar é mais um crime do Estado que criminaliza a pobreza e mata nossa juventude cotidianamente Brasil afora, vitimando sempre a juventude negra e pobre da periferia. Isso aconteceu com Amarildo no RJ, o garoto Joel em Salvador e com o Douglas na Zona Leste de São Paulo e tantos outros milhares. Nós nos solidarizamos e prestamos nosso apoio aos familiares e amigos de Nadson.
 

Fim da PM já!
A barbárie policial que fez explodir a revolta popular na periferia de Itabuna traz à tona, mais uma vez, a necessidade mais do que urgente de pôr fim à Polícia Militar, esse entulho autoritário da época da Ditadura e que, cada vez mais, expõe seu caráter racista e elitista. A própria ONU já recomendou ao Brasil o fim da Polícia Militar.

É preciso acabar com a PM e construir em seu lugar uma polícia civil, unificada, com direito de greve e sindicalização, e totalmente controlada pela população.

Somos todos Nadson ! Nenhum Amarildo a mais! Não iremos nos calar!
-Contra o genocídio da população negra e pobre!
-Por outra política de segurança pública. Fim da PM, já!