Dilma vai enviar reforma da previdência ainda esse semestre ao Congresso Nacional

    20

    O governo quer que você trabalhe até morrer. A presidente Dilma e o seu ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, deram mais algumas mostras do que deve conter na reforma da Previdência que, como anunciado, será prioridade do governo neste ano.



    De acordo com o jornal Folha de S. Paulo desta terça, 2, o plano do governo é unificar as regras da Previdência para homens e mulheres, trabalhadores urbanos e rurais, além de servidores públicos e trabalhadores do setor privado. A ideia é impor uma mesma idade mínima para todas as aposentadorias (hoje a aposentadoria por idade para os trabalhadores urbanos é de 65 anos para homens e 60 para mulheres) e, principalmente, elevar a idade com que os trabalhadores brasileiros se aposentam. As formas como isso ocorreria ainda estão sendo estudadas.

    O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, também disso que o governo pretende enviar o projeto de reforma ao Congresso Nacional ainda neste semestre. Em discurso realizado no Congresso na tarde desta terça, na sessão onde abriu o ano legislativo, Dilma disse que a “reforma da Previdência é questão do Estado brasileiro e não deste governo”, pedindo apoio dos parlamentares à medida.

    Essa reforma da Previdência é um ataque sem precedentes do governo do PT aos trabalhadores brasileiros, fazendo com que trabalhem ainda mais para sobrar mais dinheiro para o pagamento da dívida pública. É um ataque aos trabalhadores rurais, que contam hoje com um regime especial de aposentadoria (60 anos para homens e 55 para mulheres), sem o tempo de serviço exigido aos trabalhadores urbanos. Um ataque aos servidores públicos e um ataque às mulheres, desconsiderando a dupla e tripla jornada cumprida pelas mulheres trabalhadoras. 

    Essa reforma da Previdência do PT só confirma ainda mais que o governo Dilma tem como prioridade absoluta manter os lucros dos banqueiros e agiotas internacionais nem que para isso, num momento de crise, tenha que atacar direitos históricos da classe trabalhadora. PSDB e PMDB também estão juntos com o PT para que mais este ajuste fiscal seja aplicado contra os trabalhadores. Os trabalhadores precisam botar pra fora todos eles!  São todos farinha do mesmo saco. O PSTU defende que a classe trabalhadora, que produz as riquezas desse país, é que deve governar, através de suas próprias organizações, através de conselhos populares. 

     

    Acompanhe o Zé Maria no facebook 

     

    Post author