Comitês de base preparam Greve Geral do dia 28 de abril

5682
Lançamento do Comitê contra a reforma na ocupação Jardim União, Zona Sul de São Paulo

Preparar a Greve Geral de 28 abril pela base. Com comitês nas empresas, nos canteiros de obras, nas plataformas, nas escolas, universidades, no transporte público, nos bairros, em comunidades, praças públicas. A CSP-Conlutas centra todos os seus esforços neste mês de abril para parar tudo no próximo dia 28.

A nossa central havia aprovado a formação de comitês contra as reformas da Previdência e trabalhista. O objetivo era conscientizar os trabalhadores e a população dos malefícios que essas reformas do governo Temer irão trazer aos trabalhadores e à população. Morrer sem conseguir se aposentar, perder direitos trabalhistas históricos como férias, 13º salário e outros. Esses são apenas alguns dos ataques.

Esses comitês, agora, concentram seus esforços para a preparação da Greve Geral. Além de explicar o que esse governo e seu Congresso corrupto querem nos arrancar, vamos conscientizar os trabalhadores da necessidade de parar o país no próximo dia 28. Queremos fortalecer a unidade da nossa classe e resgatar a importância da realização de uma Greve Geral.

Só os trabalhadores unidos poderão derrubar essas reformas de Temer e também derrubar este governo.

Os comitês estão realizando reuniões que promovem debates públicos, organizam panfletagens, atos unificados, protestos em praças públicas. Mais do que isso, organizam dentro dos locais de trabalho como será a paralisação no dia da Greve Geral; nos bairros, nas comunidades, nas escolas, nos transportes públicos.

Pela base, vamos resgatar a unidade e força da nossa classe.

São Paulo
Capital
Fórum de Entidades de Luta – Na manhã de quarta-feira (12), na quadra do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, com a presença de mais de 10 representações de movimentos sociais, sindicatos, categorias e centrais sindicais, o Fórum de Entidades em Luta se reuniu para organizar as mobilizações de preparação e a Greve Geral de 28 de abril.

Ocupação Esperança e Jd. da União lançam Comitês Populares – O Movimento Luta Popular fez o lançamento de comitês populares nas Ocupações Esperança, em Osasco (SP), e Jd. União, zona sul da capital paulista ainda no mês de março. A CSP-Conlutas esteve presente nas duas atividades, que contaram com a presença de cerca cem pessoas em cada uma, entre moradores, pessoas do entorno, de sindicatos entre outros. Confira matéria completa aqui.

Bairro da Brasilândia cria comitê – O comitê do bairro da Brasilândia foi criado no último dia 11 de abril e decidiu colocar as mãos na massa. Estão realizando diversas atividades na região. Acesse: https://www.facebook.com/brasilandiacontraareforma/

ABCD
Comitê do ABCD e região publica manifesto unificado – Reunidos em 18 de março na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, lutadores e lutadoras do ABCD e região assinaram um manifesto convocando todos os trabalhadores e a juventude, suas entidades de classe e suas bases a unificar a luta contra o governo Temer, suas reformas e construir uma forte e consequente Greve Geral para derrotar seus ataques a nossa classe.

Entre as entidades, movimentos e partidos políticos estão a subsede Apeoesp (SBC e Santo André), SINTUFABC; CSP-Conlutas, Intersindical, Aprofesp, Oposiçao dos Servidores Municipais de SBC, Oposição Alternativa dos Servidores de Santo André, subsede Apeoesp Mauá, Oposição Alternativa Apeoesp de Diadema, Coletivo Primavera Socialista, Oposição Revolucionária, Pró AGB ABC, PSTU, Psol ABC e Espaço Socialista.

Operários de São Bernardo realizam protesto – Milhares de operários, trabalhadores (as) concentraram-se em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do campo, saindo em passeata pela Marechal Deodoro até a Praça da Matriz da cidade, preparando a greve geral marcada para o dia 28 de abril de 2017. A presença dos representantes do Comitê Regional Unificado fui fundamental para fortalecer a unidade de classe. A CSP-Conlutas participou da manifestação.

Santo André realizam protesto com panfletagem e carro de som – Organizado pelo Comitê Regional Contra a Reforma da Previdência, representantes de centrais sindicais, partidos políticos e manifestantes se reuniram em frente à estação de trem Prefeito Celso Daniel na quinta-feira (30/03), para um protesto que reuniu cerca de 200 pessoas. Além de panfletagem, um carro de som orientava os pedestres sobre os malefícios da reforma promovida pelo governo Temer.

Vale do Paraíba
Metalúrgicos, químicos, condutores, Apeosp, petroleiros, vidreiros, bancários, têxteis. O Fórum de Lutas no Vale do Paraíba que se organiza durante as lutas unificadas dos trabalhadores se dedica a preparar a Greve Geral de 28 de abril, com diversas ações conjuntas no Vale do Paraíba. Na quarta-feira (12), uma reunião preparou novas ações entre panfletagens unificadas, assembleias nas categorias, atos e outras ações.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro já tem diversos comitês organizados. Todos são abertos a quem queira participar. Alguns são em escolas e em locais de trabalho, outros em locais públicos. Reuniões estão sendo realizadas. Ações como panfletagens e atos começaram a acontecer. Esses comitês são organizados por entidades sindicais, movimentos sociais e juventude.

A CSP-Conlutas está inserida nesses comitês. Na Maré, em Belford Roxo, São Gonçalo (Sepe), São Gonçalo (SOS Emprego), Colégio D. Pedro II (Sindscope), Duque de Caxias (construção civil), Ilha do Governador, Nova Iguaçu (Sindicato dos Comerciários), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Rural do Rio de Janeiro, Hospital dos Servidores do Estado, Hospital Geral de Bonsucesso, Banco do Brasil do Andaraí e do bairro Madureira, na praça Osvaldo Cruz.

Comitê da UFRJ – O comitê da Universidade Federal do Rio de Janeiro lançou manifesto e organiza a Greve Geral do 28 de abril. Com o chamado: “Convidamos todas e todos os estudantes, técnicos, docentes e terceirizados da UFRJ para compor os comitês contra as reformas do governo Temer, e construirmos coletivamente a Greve Geral”.

Sindconir (Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu) – O Sindicato montou um Comitê contra as reformas da Previdência e Trabalhista que todas as terças-feiras, às 15 horas, coleta assinaturas contras as reformas e distribui panfletos, cartilhas e outros materiais explicando à população os malefícios das reformas do governo Temer. O comitê também está montando um banco de dados com informações da preparação da greve Geral de 28 de abril.

Niteroi
Em Niteroi, diversas entidades sindicais e movimentos sociais montaram um Comitê contra as reformas da Previdência e trabalhista. Aduff-Sindicato (Andes-SN), Sintuff (Fasubra), Sepe-RJ, Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Vigilantes e MTST-RJ. Ações unitárias de debates, mobilizações e preparação da Greve Geral estão na pauta do Comitê. Uma das primeiras atividades foi a realização de uma plenária com a presença da auditora fiscal Maria Lúcia Fattorelli para debater as reformas do governo Temer.

Comitê da UFF – Na Universidade Federal Fluminense há um comitê com plenária realizada, publicação de manifesto e que busca abarcar docentes, funcionários e estudantes. A partir das atividades realizadas reafirmam a participação na Greve Geral.

Teresópolis
Uma das atividades do comitê de Teresópolis foi a aula pública contra as reformas previdenciária, trabalhista e a terceirização, na calçada da Fama, ponto de alta circulação na cidade e panfletagem na porta da Unopar, alertando o desmente da Previdência e direitos trabalhistas. Foi feito um chamado as entidades religiosas para participar da luta contra o desmonte da previdência e dos direitos trabalhistas.

Minas Gerais
As Centrais Sindicais montaram um Comitê geral contra as reformas e de preparação da Greve Geral de 28 de abril, que já começou a se reunir para organizar atividades.
Também tem comitês com a participação de entidades sindicais e de movimentos sociais as cidades de Itajubá e Paraisóplis, São João Del Rei, Divinópolis, Itaúna, Pirapora e Governador Valadares.

Rio Grande do Sul
Sapucaia do Sul – Juventude faz chamado à construção de comitê para preparação da Greve Geral na cidade. Reunião está marcada para dia 22 de abril

Paraíba
Campina Grande
O Sindicato dos Bancários de Campina Grande convocou a criação do comitê no começo de abril. Houve realização de ato público no Calçadão da Cardoso Vieira.