Aracaju tem ruas bloquedas e população revoltada com caos no transporte

16
População ajuda rodoviários a paralisar os ônibus
(Foto: Alex Carvalho)

A quarta-feira, 24/07, amanheceu quente na capital sergipana mesmo com o tempo nublado

Aracaju vive um verdadeiro caos no transporte público. A crise na empresa Viação Cidade de Aracaju (VCA) revela a falência do modelo de transporte controlado por meia dúzia de empresários. Salários atrasados, férias vencidas, direitos trabalhistas desrespeitados, essa é a situação dos funcionários da VCA. Os trabalhadores estão há dias paralisados, são mais de 100 ônibus que não circulam pela cidade e a prefeitura não tomou nenhuma medida concreta contra a empresa. Ao contrário, o prefeito João Alves Filho (DEM), com a ajuda da justiça, reajustou a tarifa para R$2,35 beneficiando os empresários.

“O prefeito, a justiça e os empresários estão todos juntos contra a população. O serviço de transporte é péssimo. Os trabalhadores e a juventude sofre todos os dias com a superlotação. Os ônibus são velhos. As linhas não atendem todos os bairros da cidade. Mesmo assim, o prefeito e a justiça garantiram o reajuste da tarifa beneficiando os empresários”, disse Vera Lúcia, presidente estadual do PSTU/SE.

O reajuste de R$0,10 na tarifa foi fixada pela justiça, derrubando a liminar que garantia a manutenção do preço em R$2,25. “A posição da justiça sergipana e do prefeito caminham na contramão das reivindicações que a juventude e os trabalhadores exigiam nas ruas de Aracaju. É evidente que o poder municipal e justiça beneficiam claramente os empresários e viram as costas à população”, falou MeryGatto, estudante da UFS e representante da Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre (ANEL).

REVOLTA
Os trabalhadores do transporte fecharam as garagens de empresas na manhã de hoje, impedindo a saída dos ônibus. Em outras partes da cidade, os veículos que circulavam eram obrigados a parar. A população está solidária à luta dos trabalhadores porque sofre todos os dias com péssima qualidade do serviço.

No centro de Aracaju, a população ajudava na paralisação dos ônibus. Fecharam ruas e quebraram os veículos que tentavam passar pelo bloqueio. A reclamação contra o prefeito e os empresários do transporte deu o tom nos protestos. A cidade está paralisada.

“A população apoia a luta dos trabalhadores porque sofre diariamente com o péssimo serviço. A situação piorou quando os ônibus da VCA deixaram de circular. O que era ruim ficou ainda pior. Sem contar que nesse temporal a prefeitura aumentou o preço da passagem”, disse Deyvis Barros, diretor do Sindipetro AL/SE e da CSP Conlutas.

ATO PÚBLICO
Nesta quarta,24 de julho, às 15h, acontece mais um ato público pela redução do preço da passagem, em defesa da melhoria do transporte público e pelo passe livre para estudantes e desempregados. A concentração será no Terminal de Integração do DIA.