PSTU-RJ: Repúdio ao Comando do Corpo de Bombeiros do Rio pela prisão do companheiro Mesac

1779

Tivemos conhecimento nesta segunda-feira que o subtenente e liderança de luta da categoria de bombeiros, Mesac, foi condenado a 10 dias de prisão (de hoje até o dia 6 de abril) por descumprimento de “regulamento disciplinar”.

Esta é mais uma medida para tentar intimidar a luta dos bombeiros. Trata-se claramente, de uma perseguição política para buscar fragilizar a luta dos servidores contra o ajuste fiscal do governo Pezão.

Nós, militantes do PSTU, manifestamos nosso repúdio ao Comando do Corpo de Bombeiros e faremos uma campanha ativa contra esta prisão, inclusive defendendo, em todos os fóruns do movimento, que esta denúncia seja levada às ruas, somando-se à luta contra o ajuste e as reformas dos governos Temer/Pezão.

O PSTU compreende que, mais do que nunca, é preciso avançar na campanha pela desmilitarização da polícia e dos bombeiros. Do contrário não conseguiremos avançar na organização sindical e a conquista de liberdades democráticas para os trabalhadores da Segurança Pública.

O PSTU defende uma polícia civil unificada, controlada pela população, com eleição direta para os oficiais, direito de greve e voltada para a atuação comunitária. Só assim será possível acabar com o modelo atual de polícia militar que atua como braço armado da burguesia e que tem como um de seus focos centrais a criminalização da pobreza e das lutas sociais.