A Greve de mulheres é o caminho para unificar os trabalhadores contra o machismo, a violência, os governos e os patrões

1490

“Se nosso trabalho não vale, produzam sem nós”

Paula Falcão, do MML Rio de Janeiro

No próximo dia 8 de março mulheres no mundo todo mostrarão sua revolta diante da violência machista, a exploração capitalista, a misoginia e o discurso de ódio contra as mulheres indígenas, negras e imigrantes, a negligências dos governos, mídias e instituições em relação à luta pelos nossos direitos.

O movimento convocado a partir das mobilizações na Argentina com o “Ni una a menos” e a greve de mulheres na Polônia, conta atualmente com a adesão de 43 países e se espalha por mais de 220 cidades, prevendo um histórico “Dia sem mulher”. A ação é inspirada nas mulheres islandesas, que em 1975 protagonizaram uma grande greve geral conhecida como “O dia de folga das mulheres”, em que 90% das mulheres recusaram-se a trabalhar, cozinhar e cuidar das crianças por um dia.

Como apresentado na carta das ativistas e intelectuais feministas dos EUA, espera-se mobilizar as mulheres, incluindo as transgêneros, para a construção de um novo movimento feminista internacional, antirracista, anti-imperialista, anti-neoliberal e anti-heteronormativo e diferenciando-se radicalmente das perspectivas de empoderamento e do corporativismo feminista.

O fato das mulheres estarem se organizando a partir de um método da classe trabalhadora, que é a greve, é muito significativo e evidencia a necessidade de construirmos a nossa luta em bases muito sólidas de independência de classe e dos governos para avançarmos em nossas conquistas e na construção de uma sociedade verdadeiramente igualitária, uma sociedade socialista.

Por que paramos?
Entre as pautas apresentadas pela greve internacional estão: a luta contra o feminicídio e o transfeminicídio, a violência machista, a exploração e invisibilidade do trabalho feminino, as políticas de migração xenófobas e o genocídio e violação das mulheres indígenas, garantia dos direitos reprodutivos e a equiparação salarial entre homens e mulheres.

Dos pontos em comum, chama atenção a questão dos fundos de aposentadoria para donas de casa, o que nos dá o panorama que, assim como no Brasil, em todo mundo as mulheres são as principais atacadas pelas reformas trabalhistas e previdenciárias. Por isso é importante que o 8 de março no Brasil se converta no start da Greve Geral que derrote a reforma da Previdência e derrube o frágil governo Temer, assim como seus aliados corruptos!

Em alguns países, são apresentadas pautas ainda mais específicas a partir da realidade das mulheres de cada região: Na Argentina, assim como na Itália, a luta contra o feminicídio ganha destaque diante dos 200 assassinatos anuais de mulheres. Na Hungria, as mulheres pedem a ratificação imediata da convenção de Istambul. Na Polônia, Irlanda e Irlanda do Norte, marcham pela garantia do direito ao aborto. No México a batalha contra o turismo sexual e a tipificação do crime de violência doméstica ganha peso, enquanto na Nicarágua a luta contra a naturalização da violência sexual visa proteger principalmente as adolescentes dos altos índices de abuso.

Em alguns países a luta contra a exploração e opressão se expressa numa luta contra seus governos, como é o caso da Argentina contra o Macri, no Brasil contra o Temer, e o caso mais emblemático do levante de mulheres contra Trump nos EUA. Entretanto, o movimento apresenta uma pluralidade de setores e posições políticas, a exemplo da Argentina em que parte do movimento defende a volta de Cristina Kirchner, e do Brasil com a defesa de Dilma/LULA/PT por alguns setores ligados aos ex governos.

Diante da conjuntura que vivemos, achamos importante realizar uma unidade de ação com esses setores, mesmo tendo profundas diferenças políticas com eles. Para nós é impossível lutar contra a opressão e exploração das mulheres defendendo governos que não representaram os interesses das mulheres trabalhadoras, que atacaram nossos direitos e que se calaram frente a pautas históricas do feminismo como fez a Dilma no Brasil, frente ao tema da legalização do aborto. Contudo, mesmo essa unidade pontual só é possível de se construir com o amplo direito democrático para que todas as opiniões sejam expressas.

Infelizmente não é assim que está acontecendo em todos os lugares. Em São Paulo, por exemplo, setores que foram base de apoio do governo do PT vetaram o direito de fala a quem não assinasse o manifesto cujo conteúdo passa uma borracha em todos os ataques do governo Dilma e Lula, como se nossos direitos começassem a ser ameaçados pelas mãos de Temer. Para derrotarmos nossos inimigos, temos que saber exatamente quem eles são. Queremos colocar o Temer para fora, mas não temos ilusão de que o PT estaria fazendo uma política diferente caso ainda governasse o país.

Preparativos para o 8M pelo Mundo
Entre os países que aderiram a greve estão Austrália, Brasil, Chile, Costa Rica, República Checa, Equador, Inglaterra, França, Alemanha, Guatemala, Honduras, Islandia, Irlanda do Norte, Israel, Itália, México, Nicarágua, Peru, Polônia, Rússia, El Salvador, Escocia, Coréia do Sul, Suécia, Togo, Turquia, Uruguai, EUA, Camboja e Córdoba. São mais de 30 eventos internacionais nas redes sociais de chamado a atividades no dia 8 de março.

Em Bariloche, uma programação semanal esta sendo pensada por mais de 30 organizações feministas, envolvendo festivais culturais, ciclos de cinema e uma grande marcha.  Já em Buenos Aires e outras 6 cidades da Argentina está sendo convocada a “Hora M” de paralização, que acontecerá entre 13 e 14 horas, com uma passeata às 17 horas.

No Brasil também teremos atividades em diversas cidades. No centro das reinvindicações estão a luta contra as reformas trabalhistas e da Previdência, contra o transfeminicídio (O Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo), e pelos direitos reprodutivos das mulheres (aborto legal seguro e gratuito e fim da violência obstétrica).

Na página oficial do 8M encontramos chamados de mobilização nas cidades do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Santa Catarina, Recife, Salvador, Brasília, Goiânia, Petrópolis, Paranaguá, Quixadá, Campina Grande, Santa Maria, São Paulo, Ubatuba, Belo Horizonte, Pelotas, Curitiba, Jataí, Uberlândia, Fortaleza, Macaé, Paraíba, Ouro Preto, São Leopoldo, Atibaia, Juiz de Fora, Dourados, Vitória. Algumas cidades ainda estão em processo de construção com plenárias e reuniões.

A “Hora H” no Brasil está sendo convocada entre 12h30 e 13h30, com atos centralizados no final da tarde do dia 8. As iniciativas propostas pelo movimento são: trabalhar com roupa lilás, paralisação das tarefas domésticas durante todo o dia ou na hora H. Nos escritórios, fábricas e postos coletivos de trabalho, que as mulheres organizem rodas de conversa sobre a situação das mulheres no mundo.

Nós do MML estaremos presentes nos atos e atividades em nossas cidades, construindo e mobilizando as mulheres e homens para se somarem a esse dia histórico de luta das trabalhadoras. Reforçamos o chamado, através da CSP-Conlutas, a todas as ativistas, entidades e coletivos, partidos e centrais sindicais para se somarem a esse dia, e fazermos dele o prenúncio da Greve Geral que vai varrer os ataques aos trabalhadores e aos setores oprimidos, e botar pra fora todos aqueles que nos oprimem e exploram.

Publicado originalmente no blog do MML

FIQUE POR DENTRO DOS ATOS DESTE 8 DE MARÇO

REGIÃO NORTE

ACRE
• Rio Branco
7h – 10h : Praça da Revolução (Av. Getulio Vargas, 894)
Evento: https://www.facebook.com/events/274031206353227/

 

PARÁ
• Belém
8h: Largo do Redondo
Evento: https://www.facebook.com/events/1799200623734629

• Santarém
17h30: Av. Mendonça Furtado, nº 2946
Evento: https://www.facebook.com/events/873192246154075/

 

AMAPÁ
• Macapá
16h: Praça Veiga Cabral
Evento: https://www.facebook.com/events/256593491458223/

 

TOCANTINS
• Palmas
8h30 – 12h: Assembleia Legislativa
Evento: https://www.facebook.com/events/417463218597063/
https://www.facebook.com/events/740638059437553

 

REGIÃO CENTRO-SUL

MATO GROSSO
• Cuiabá
16h – 17h: Praça Ipiranga
Evento: https://www.facebook.com/events/688749454631962/

 

MATO GROSSO DO SUL

• Dourados

18h30: R. Quintino Bocaiúva, 2100
Evento: https://www.facebook.com/events/370021060063156/

• Amambai
8h: Praça Pedro Manvailer
Evento: https://www.facebook.com/events/624909981050368/

• Campo Grande
8h: Praça Ary Coelho
Evento: https://www.facebook.com/events/363253874073704/

 

GOIÁS
• Goiânia
18h: Praça dos Bandeirantes
Evento: https://www.facebook.com/events/254154191661401

• (Sem especificações) https://www.facebook.com/events/1254118191307904/

• Jataí
15h: Praça Olho D’Água
Evento: https://www.facebook.com/events/1812086825707259/

 

REGIÃO NORDESTE

MARANHÃO
• São Luís
15h – 19h: Praça Deodoro
Evento: https://www.facebook.com/events/1321720284537778/

 

• Imperatriz
PIAUÍ
• Teresina
16h – 19h: BomPreço da Av. Frei Serafim (n 2776)
Evento: https://www.facebook.com/events/403432760009920/

 

RIO GRANDE DO NORTE
• Natal
8h30: Marcha da Câmara Municipal à Prefeitura (MML presente)
Evento: https://www.facebook.com/events/264059950702306/

 

• Mossoró
8h: Praça dos Hospitais
Evento: https://www.facebook.com/events/261076910971553

 

CEARÁ
• Fortaleza
8h: Praça da Imprensa (MML presente)
Evento: https://www.facebook.com/events/1322005771190756/

• Quixadá
17h: R. José de Queiroz Pessoa, 2554. A partir das 17h
Evento: https://www.facebook.com/events/1611506182200078/

 

PERNAMBUCO
• Recife
16h20: Conde da Boa Vista
Evento: https://www.facebook.com/events/613485845509063/

 

BAHIA
• Salvador
13h: Praça da Piedade
Evento: https://www.facebook.com/events/1210730078995979/

 

SERGIPE
• Aracaju
Almaviva – Rua João Rodrigues, 8h

 

ALAGOAS
• Maceió
9h – 12h: Praça Sinimbú
Evento: https://www.facebook.com/events/279662765801163/

 

REGIÃO SUDESTE

MINAS GERAIS
• Belo Horizonte
15h30: Praça da Liberdade.
Evento: https://www.facebook.com/events/1087386604703957

• Juiz de Fora

17h: Praça da Estação
Evento: https://www.facebook.com/events/218185811919102/

• Ouro Preto
17h: Praça Tiradentes
Evento: https://www.facebook.com/events/174981669669688/

• Itajubá
17h30: Praça Carneiro Jr. (MML presente)
Evento: https://www.facebook.com/events/1825644614368368

• Caldas
17h – 19h: Praça Dr. Paiva de Oliveira, 513
Evento: https://www.facebook.com/events/1451694691588900/

• Uberlândia
13h: Praça Tubal Vilela
Evento: https://www.facebook.com/events/266099057164506/
ESPÍRITO SANTO
• Vitória
8h – 13h: Praça Oito de Setembro
Evento: https://www.facebook.com/events/694732094031069/
RIO DE JANEIRO
• Rio de Janeiro
16h: Candelária (MML presente)
Evento: https://www.facebook.com/events/1867645673447080/

• Macaé
16h: Praça Veríssima de Melo
Evento: https://www.facebook.com/events/727561327414808/

• Petrópolis
17h30: Praça da Inconfidência
Evento: https://www.facebook.com/events/1854132808191342/

• Nova Iguaçu
16h – 19h: Praça dos Direitos Humanos
Evento: https://www.facebook.com/events/1406470332736654/

• Três Rios
18h – 22h: Praça da Autonomia
Evento: https://www.facebook.com/events/234383553699351/

• Volta Redonda
18h: Praça Juarez Antunes
Evento: https://www.facebook.com/events/712494478927646/

SÃO PAULO
• São Paulo
16h: MASP
Evento: https://www.facebook.com/events/1872567573029232/

• Campinas
16h: Praça José Bonifácio
Evento: https://www.facebook.com/events/773184972850750/

• São José dos Campos
17h: Praça Afonso Pena

• Araraquara
17h: Parque Infantil (R. São Bento)
Evento: https://www.facebook.com/events/1537872032919590/

• Atibaia
12h: Praça Guilherme Gonçalves
Evento: https://www.facebook.com/events/1050349075068420/

• Ubatuba
14h: Calçadao
Evento: https://www.facebook.com/events/1124589197679736/

• Santos
16h30 – 21h30: Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340)
Evento: https://www.facebook.com/events/2228911710668308/

• São Sebastião
16h30 – 19h: Em frente ao Pão de Açúcar
Evento: https://www.facebook.com/events/1753133995001333/

• São Luiz do Paraitinga
Evento: https://www.facebook.com/events/553057158358570/
REGIÃO SUL

 

PARANÁ
• Curitiba
17h: Praça Santos Andrade
Evento: https://www.facebook.com/events/1338751546181918/

• Londrina
17h: Calçadão de Londrina (Av. paraná)
Evento: https://www.facebook.com/events/182570205571861/

• Paranaguá
18h: Praça dos Leões (R. Julia da Costa)
Evento: https://www.facebook.com/events/153481865159977/

• Maringá
16h: Praça Napoleão Moreira da Silva
Evento: https://www.facebook.com/events/1866130170329876/

• União da Vitória
9h – 16h: Praça Coronel Amazonas
Evento: https://www.facebook.com/events/419016855100632/

• Irati
12h – 18h: R. Dr Munhoz da Rocha
Evento: https://www.facebook.com/events/1161817887250595/

• Guarapuava
16h – 18h: Praça 9 de Dezembro
Evento: https://www.facebook.com/events/781724718657200/

 

SANTA CATARINA
• Florianópolis
18h: TICEN
Evento: https://www.facebook.com/events/1855807497975760/

• Joinville
13h30 – 19h30: Praça da Bandeira (R. Nove de Março)
Evento: https://www.facebook.com/events/1890801124531887/

• Brusque
18h: Praça da Cidadania (R. Adriano Schaefer)
Evento: https://www.facebook.com/events/1901798676718682/

 

RIO GRANDE DO SUL
• Porto Alegre
17h: R. dos Andradas com Av. Borges de Medeiros
Evento: https://www.facebook.com/events/188924804921667/

• Santa Maria
16h: Praça Saldanha Marinho. A partir das 16h
Evento: https://www.facebook.com/events/796058633883272/

• São Borja
16h – 19h: Praça XV de Novembro (Av. Presidente Vargas)
Evento: https://www.facebook.com/events/371147906604559/

• Jaguarão
17h30 – 21h: Correios (Av. 27 de Janeiro)
Evento: https://www.facebook.com/events/252747915174308/