52 anos da Ditadura Militar no Brasil

    36

    Hoje, 31 de março, completam-se 52 anos do Golpe Militar que impôs ao Brasil décadas de tortura, assassinatos e perseguições aos que lutavam contra esse regime autoritário. Organizações que deram origem ao PSTU, como a Liga Operária e a Convergência Socialista, estiveram na linha de frente, organizando as greves e impulsionando as mobilizações dos trabalhadores contra a ditadura militar. 
     

    Como muitos dos lutadores daquela época, fui preso pela ditadura militar, torturado e perseguido por esse regime que oprimiu o povo brasileiro durante 21 anos. Fui anistiado pelo Estado Brasileiro em 2006 e fui reparado economicamente pelos anos de perseguição durante o regime militar. 

    O golpe de 64 foi apoiado, preparado e financiado por empresários e pelos EUA. Foi nesse período que a dívida externa brasileira cresceu exorbitantemente e, em consequência, aumentou ainda mais a dependência do país aos grandes bancos internacionais. Durante a ditadura, o endividamento passou de cerca de UR$ 3 bilhões para UR$ 100 bilhões.

    Infelizmente, até hoje, e diferente de muitos países da América Latina que também viveram sob ditaduras, os responsáveis, torturadores e os financiadores de tamanha barbaridade não foram punidos.

    É preciso seguir lutando pela punição dos torturadores e de todos que financiaram e se beneficiaram deste regime ditatorial. Esta luta é fundamental para que esta violência nunca mais volte a acontecer. Lembrar o passado é resistir e lutar para que nunca mais aconteça. 

    Confira o Especial sobre a Ditadura Militar no Brasil no Portal do PSTU: http://www.pstu.org.br/node/20511

     

    Acompanhe Zé Maria no Facebook 

     

    Post author